MENU

ONU: 2,5 milhões de novos infetados com vírus da SIDA em 2011

Pelo menos 2,5 milhões de pessoas contraíram o vírus da SIDA em 2011, números que confirmam a tendência decrescente das novas infeções que, numa década, caíram 20 por cento.
No ano passado viviam, em todo o mundo, 34 milhões de pessoas infetadas com o HIV, 23,5 milhões na África Subsaariana, cinco milhões na Ásia, 1,4 milhões na América Latina, 1,4 milhões na América do Norte, 900 mil na Europa, 300 mil no Médio Oriente e África setentrional, 230 mil no Caribe e 53 mil na Oceânia, revela a edição de 2012 do relatório global da agência das Nações Unidas para a SIDA (ONUSIDA).
O relatório, que foi divulgado hoje em Genebra em antecipação ao Dia Mundial da SIDA, que se assinala a 01 de dezembro, adianta que a África Subsaariana se mantém como a região mais afetada em todo o mundo com um em cada 20 adultos infetados com o HIV, o que representa 69 por cento da população mundial que vive com o vírus.
As mulheres representam mais de metade (58 por cento) das pessoas infetadas nesta zona do mundo.
A África Subsaariana (25 por cento) e o Caribe (42 por cento) foram as regiões que registaram maior decréscimo no número de infeções entre 2001 e 2011.
No texto, as Nações Unidas mostram preocupação com a tendência verificada no Médio Oriente e Norte de África, onde o número de novas infeções aumentou mais de 35 por cento, passando de 27 mil em 2001 para 37 mil em 2011.

(Ler Mais...)

Publicado a: 20/21/2012